img-feed img-feed-email

VEM CHEGANDO O VERÃO

“Tempo de verão / e a vida é fácil” diz “Summertime”, a canção imortal de George Gershwin e Dubose Heyward.
Verão, época de vida fácil? 

Talvez para Gershwin, que nunca passou uma temporada de férias aqui em Búzios ou em Angra dos Reis.
O verão que nós conhecemos aqui em Búzios é bem diferente: é a estação de engarrafamentos, vizinhos e turistas mal educados, motoristas bêbados, falta de estacionamento e por conta disso turistas estacionando em qualquer lugar de qualquer maneira e flanelinhas quase bandidos que " juram " que cuidam de seu carro, preços altos, falta d’água, falta de luz, esgoto explodindo, muito mais lixo nas ruas e nas praias e alto-falantes cuspindo música ruim em volume torturante. E trabalho dobrado para quem trabalha no ramo de bares e restaurantes, e claro hotelaria. É o inferno na Terra.
Dá para entender alguém que mora na Groelândia ou na Finlândia se animar tanto com o verão? Ao primeiro raio de sol, todo mundo sai à rua para tentar esquecer os dez meses anteriores de neve e frio.
Aqui não. Temos sol o ano inteiro. Então porque precisamos esperar o verão para liberar nossos instintos bestiais? É alguma especie de terapia ao revés? Solte seus demônios na praça, mas espere o verão?
Existe uma coisa chamada " Baixa Temporada " que é bem mais agradável.
Acho engraçado como muitos tentam empurrar o verão como um conceito abstrato de alegria e descontração. Você abre uma revista de moda e todas falam de “moda verão”, de como caftans estão de volta, ou que chapéus usar na estação.
Só se for em Saint Tropez ou Ibiza. A moda verão, pelo menos nas praias aqui, são uma só: havaianas para a geral, para os homens, regatas “Lembrança de Búzios”, “No Stress” e as camisetas do Marola; para as mulheres, biquínis cinco números menor que o recomendável e cangas e vestidinhos da " hora " vendidos nas praias buzianas pelos camelôs.
E a comida? Quantas revistas não trazem “receitas leves e saborosas” para o verão? E quem obedece? Já viu alguém levando aipo pra praia? Eu não. Só vejo salada de batata em tupperware, muito pastel, lula frita com molho rosé e crianças de dois anos comendo Fandangos com Coca-Cola. Isso sem contar as filas nos restaurantes a quilo no centro de Búzios.
Não são só as pessoas que tiram férias no verão, o bom senso também. Não adianta os jornais avisarem para não pegar a estrada a certa hora, que é justamente quando todo mundo vai. Não adianta pedir para levaram o lixo consigo na saida da praia, pois ninguem leva. Nos poucos centímetros que você consegue arduamente na areia da praia, praticamente todos os vizinhos ao redor estão falando no radio ou no celular, conversa essa que você é obrigado a participar.
A Rua das Pedras é um capítulo à parte. Ela que já foi bem mais charmosa, agora é um shopping a céu aberto. Mas continua a piada: " Rua das pedras, a rua do vai e vem, mas ninguém come ninguém "
Parafraseando Joãozinho Trinta: quem gosta de tranqüilidade é intelectual; povão gosta é de bagunça.
Vem chegando o verão. Como faço todo ano, vou organizando a cabeça e a agenda para deixar em mãos o tel do pipeiro, caso a Prolagos pare de fornecer água e guardando toda a paciência possível dentro de meu ser para não voar no pescoço da primeira besta quadrada, sem educação e sem limite que não respeite a lei da boa convivência e do bem comum.
Então, seja educado e Boas Férias!!!

Share/Save/Bookmark

/
 
▲ TOPO ▲
© 2009 | Anjo Vadio em Búzios | Modificado por Marcia Bispo