img-feed img-feed-email

FESTIVAL GASTRONOMICO E A MOBILIDADE URBANA

E mais um Festival Gastronômico passou. As comidas maravilhosas e seus restaurantes fizeram bonito no balneário.
O Porto da Barra estava um charme e muito agradável. Ao comer o prato do Quadrucci, quase morri de tanto prazer degustativo.
Já no sábado a empreitada foi no centro da cidade. Assustada fiquei logo ao chegar entrando pela rua Manoel Turibio de Farias, havia um tumulto onde era de uma dificuldade imensa passar, quando consegui me aproximar do Restaurante Bananaland ( onde eu pretendia experimentar o prato ) me deparei com mesas e cadeiras colocadas no MEIO DA RUA, sim pasmem, no meio do caminho dos degustadores de plantão. Como eu tinha acabado de chegar, primeiro fui dar uma olhada geral com minhas primas de São Paulo que estavam aqui e só então na volta eu fotografei. Aí não tem a metade das pessoas que tinham quando cheguei.



Enquanto isso na Rua das Pedras...

Parvati


Havana


Em contrapartida, o Buzin bombou, mas não atrapalhou ninguém passar pela rua



Mobilidade

Se já estava difícil para quem não tem nenhum problema físico ou motor, imaginem para as pessoas que tem algum tipo de dificuldade? Cadeira de rodas nem pensar...
Independente do festival, a cidade URGE por um plano de mobilidade urbana. Não há calçadas e onde tem,  ou estão em péssimas condições, ou a pessoa tem de ter a sorte de não levar um tombo. E lembrando novamente das pessoas com necessidades especiais, nem preciso falar...
Existe um grupo de discussão de Búzios no Facebook chamado CALÇADA LIVRE onde é discutida a urgente necessidade que a cidade tem de resolver sua questão de Mobilidade Urbana e de preferência SUSTENTÁVEL!!
Em uma cidade que se diz 1º destino de praia e sol do mundo, prima irmã de St. Tropez, ainda tem muito que ralar para dizer que está neste nível.

/
 
▲ TOPO ▲
© 2009 | Anjo Vadio em Búzios | Modificado por Marcia Bispo