img-feed img-feed-email

LEI DO VENTRE LIVRE E OS QUILOMBOLAS DE BUZIOS

Hoje 28 de setembro de 2012 fazem 141 anos da Lei do Ventre Livre. Vamos também falar um pouco dos nossos Quilombolas de Búzios.

Lei do Ventre Livre
A Lei do Ventre Livre, também conhecida como “Lei Rio Branco” foi uma lei abolicionista, promulgada em 28 de setembro de 1871 (assinada pela Princesa Isabel). Esta lei considerava livre todos os filhos de mulher escravas nascidos a partir da data da lei.

Como seus pais continuariam escravos (a abolição total da escravidão só ocorreu em 1888 com a Lei Áurea), a lei estabelecia duas possibilidades para as crianças que nasciam livres. Poderiam ficar aos cuidados dos senhores até os 21 anos de idade ou entregues ao governo. O primeiro caso foi o mais comum e beneficiaria os senhores que poderiam usar a mão-de-obra destes “livres” até os 21 anos de idade.

A Lei do Ventre Livre tinha por objetivo principal possibilitar a transição, lenta e gradual, no Brasil do sistema de escravidão para o de mão-de-obra livre. Vale lembrar que o Brasil, desde meados do século XIX, vinha sofrendo fortes pressões da Inglaterra para abolir a escravidão.

Junto com a Lei dos Sexagenários, A Lei do Ventre Livre (1887), a Lei do ventre Livre serviu também para dar uma resposta, embora fraca, aos anseios do movimento abolicionista.

Quilombo de Búzios


O Quilombo de Búzios está localizado no Bairro da Rasa. parte dele está em Maria Joaquina que pertence à Cabo Frio.
Casa de farinha, técnicas de produção de alimentos; artesanato étnico, fabricação de utensílios de barro, danças típicas (maculelê, jongo, capoeira, dança do coco), casa de convivência, roupas características indicando tradição, religiosidade africana como indicador de origem dos descendentes são indícios da luta dos remanescentes.

Dna. Eva Maria 100 anos. Moradora do Quilombo Rasa em Búzios.

Dona Eva Maria, 100 anos - Moradora do Quilombo Raza em Búzios
Foto: Naldinho Lourenço

Segue abaixo video de direção de Bebeto Karolla e junto sinopse:

"Havia um tempo" em que Armação dos Búzios era uma colônia de pescadores. Cantigas de roda, reis de boi, jongo, lobisomem, boi tatá, e muitas lendas e histórias saudosistas.




E um pouco mais de manifestação cultural Afro-Brasileira em Búzios.
Vídeo na Praça Santos Dumont, centro de Búzios. Abadá Capooeira.



A riqueza da cultura Buziana é imensa, pena que o fundamentalismo religioso da região abafa e impede que essas manifestações únicas sejam abafadas por interesses inóquos.




/
 
▲ TOPO ▲
© 2009 | Anjo Vadio em Búzios | Modificado por Marcia Bispo